sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

[2011] Feliz Novo Ano Fora do Eixo!


quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

[2010] Em fase do plano de prestação de contas Calango 2010



Após a conclusão do Festival Calango 2010, o Cubo Card entra no planejamento de prestação de contas financeira referente a verba financiada pela Secretaria de Cultura do Estado de Mato-Grosso. O Valor total foi de R$ 70.000,00 entre custo com pessoal, passagens, gráfica e papelaria. Estamos em fase de coleta de todas as notas, finalizar as transações e coletar o extrato com a conta zerada, para repassar aos contadores do Espaço Cubo para concluirem o processo.



terça-feira, 9 de novembro de 2010

[2010] Orçamentária de passagens esboça os primeiros números a serem custeados em transporte no Calango 2010




Em tempos de pré e produção a todo vapor do Festival Calango 2010, o plano financeiro a ser executado é base primordial para garantir a sustentabilidade do evento. Dividida em setores, a planilha orçamentária do Calango 2010 cumpre o papel de delinear o orçamento a ser executado pelo projeto.

A planilha orçamentária de passagens já nos dá os primeiros números que devem ser custeados em passagens aéreas, diretamente pela organização do Festival: O total até agora é de R$ 11.000,00 entre artistas, imprensa e produtores do Circuito Fora do Eixo.

A estimativa total de custos com transporte viabilizados de forma direta é de R$ 30.000,00. Acompanhe o desenvolvimento do plano até o primeiro dia do Calango!



Confira Também:


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

[2010] Finalizada a Documentação para o MINC sobre o Edital de Intercâmbio que contemplou o Espaço Cubo para o III COFE

DOU Portaria 179

Finalmente se encerra a burocracia final para o desbloqueio da verba referente ao Edital de Intercâmbio do MINC para o Espaço Cubo. Contemplado por este edital para a viagem ao III Congresso Fora do Eixo, realizado em Uberlândia - MG, a papelada necessária para a liberação da verba só se encerrou hoje. O valor do montante é de R$ 9.000,00 que contribuiu para 06 integrantes da entidade, participarem da ação. Confira!

domingo, 31 de outubro de 2010

[2010] Festival Calango negocia parceria com Novos Ares

Imagem Ilustrativa


A agência de turismo Novos Ares, localizada em Belo Horizonte (MG), está em fase de negociação com o Festival Calango. A empresa foi indicada pelo Coletivo Pegada (BH-MG) que utilizou dos serviços para o Festival Transborda. Devido ao atendimento diferenciado da agência ao Festival, o núcleo de negócios do Espaço Cubo e Circuito Fora do Eixo já iniciou uma negociação de parceria com a empresa.

De acordo com o representante da Novos Ares, Danilo, a empresa tende a se especializar em Festivais devido ao interesse e a dinâmica já estabelecidos na agência. Para garantir os Festivais da ABRAFIN e do Circuito Fora do Eixo na sua conta anual, a Novos Ares vem iniciando os trabalhos com os Festivais em 2010, começando com o Transborda e agora estabelecendo negociação com o Festival Calango. A proposta comercial de parceria já foi desenvolvida e avaliada pela organização. Agora só falta selar o contrato de prestação de serviços. A idéia é que o laboratório se estenda pra toda a rede de produtores independentes.

Confira: + Proposta Comercial Novos Ares - ASPROGIC 2010 (CFE/Calango)

sábado, 23 de outubro de 2010

[2010] Fundo Nacional amplia e dá acesso direto aos recursos pra os agentes culturais

Juca Ferreira lança o plano de trabalho do Fundo Nacional de Cultura


O Ministério da Cultura (MINC) lançou hoje no Hotel Sant Paul em Brasília, o plano de trabalho do Fundo Nacional de Cultura com a criação de fundos setoriais composto pelos segmentos artístico-culturais. A iniciativa vai ampliar as possibilidades de recurso e planejamento pra cada setor, além de representar o investimento do governo direto nos agentes culturais, como ressaltou o ministro Juca Ferreira.

A estratégia dos Fundos setoriais foi uma das diretrizes eleitas pela classe cultural na conferência nacional de cultura, maior instrumento de consulta popular na área. Cada fundo conta com um conselho gestor formado em maioria, por agentes da sociedade civil. Com a assinatura e o anúncio de 15 editais, o Ministério da Cultura (MinC) dá a largada para definir a aplicação de R$ 300 milhões nos oito novos fundos setoriais, até o final de novembro. Mais uma vitória para o setor cultural. Em época de eleição, é importantíssimo reconhecermos que governo dará continuidade a tantos avanços. Alguém ainda tem dúvida?

Confira + pelo site do MINC

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

[2010] Cubo Card lança FAQ de abertura de conta bancária no SICRED


O Cubo Card desenvolveu um FAQ de abertura de conta bancária no SICREDI afim de tornar as informações acessíveis para a população cultural cuiabana.

O Sistema de crédito cooperativo é o principal banco escolhido pelo Espaço Cubo para a prestação de serviços à ASPROGIC (Associação dos produtores e gestores independentes de Cubo Card) e seus associados, por ter características afins ao setor cultural, tornando-se um dos principais empreendimentos do ramo, potenciais a parceria das ações desenvolvidas pela entidade e demais grupos culturais locais.

Acesse!

::FAQ Abertura de conta bancária no SICREDI

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

[2010] Evento comercial Calango Anuncie Aqui custou R$ 3.531,00




O Evento comercial "Festival Calango Anuncie Aqui", amplamente difundido pelos veículos cubistas, fechou sua planilha financeira no Compacto.Tec, totalizando um custo de R$ 3531,00. Desse total, 12,20% é proveniente de recurso em real, com a quantia de R$ 431,00 reais. 87,79% é proveniente de moeda social, no valor de Cc$ 3.100,00. Nota-se que o Cubo Card foi decisivo para a viabilidade do evento.

O Festival Calango Anuncie Aqui foi uma das novas estratégias criadas pelo setor de negócios do Espaço Cubo em parceria com a Menina dos Olhos afim de atingir de maneira efetiva as agências de publicidade que administram as contas dos principais empresários cuiabanos. O Evento teve um saldo muito positivo! Aguardem novos encaminhamentos!



sexta-feira, 3 de setembro de 2010

[2010] Apresentação do Organograma do Espaço Cubo para aplicação na oficina do COFE Minas-ES, explica ideais coletivos


O Organograma do Espaço Cubo é um instrumento de definição da atuação coletiva, considerando os princípios, as aspirações, a condução e as necessidades do empreendimento solidário e de seus membros.

A partir de três perguntas simples, um coletivo poderá definir o que quer, o que tem e falta pra conseguir e qual a dinâmica a ser adotada, trazendo pra rede fora do eixo um mapa mais visível do seu território e do potencial arranjo criativo local.

Pela necessidade de conhecer melhor e dar foco a cada ponto fora do eixo, a oficina de Organograma foi uma orientação da Comissão Nacional do Congresso Fora do Eixo para ser aplicada nas etapas regionais. A partir da experiência nos primeiros congressos realizados, percebeu-se a necessidade de uma apresentação pautada no case do Espaço Cubo, para que os coletivos possam ter referência de organização coletiva que os auxiliem a se "inventarem" de modo sistematizado, ampliando os avanços na organização de cada ponto fora do eixo.

Para conhecer mais esse #Tec de Laboratório, clique!


sábado, 28 de agosto de 2010

[2010] Tec´s de sistematização do Congresso Fora do Eixo Centro-Oeste caem na rede!

Sede do PNUD


O TEC - Tabela experimental da Cultura (batizado pela Ivana Bentes) é uma ferramenta para a extração de dados culturais, considerando desde a concepação até a finalização de um projeto. O TEC foi uma criação do Espaço Cubo que se expandiu para o Circuito, tornando-se a base de dados da inteligência coletiva. A partir da criação de tec´s diferenciados, surge o Banco digital de Tecnologias do Circuito Fora do Eixo, o Fora do Eixo Tec, que visa a democratização de toda essa inteligência pra qualquer usuário da internet.

O Congresso Fora do Eixo é uma das principais ações do Circuito. É a única que garante o encontro presencial de todos os coletivos e alimenta em proporções significativas, o Banco do Estímulo que move a sustentabilidade da rede. Os Tec´s produzidos pelo Congresso, tanto das etapas regionais quanto da etapa nacional, são fundamentais para garantir o desenvolvimento dos coletivos e a formação rede.

Para garantir a sistematização dos congressos regionais e o nacional, a frente mediadora, Fora do Eixo Card, criou um TEC de relatoria e registros por eixo, que cumprem o papel de informar, relatar, descrever e decupar todo o processo de criação necessário pra sustentação da atividade. Além do TEC de relatoria, a própria compilação das diversas tecnologias criadas pra execução da ação - o Compacto.TEC, que tem o papel de reunir dados e gerar indicadores que sustentem e permitam o crescimento do Circuito.

O Congresso Regional Centro-Oeste já disponibiliza os Tec´s de relatoria dos eixos Sustentabilidade e Circulação do Congresso, além do Compacto.TEC COFE Centro-Oeste que pode ser acompanhado em tempo real pelo site. Durante o Congresso Nacional, todos os números gerados serão apresentados.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

[2010] Encontros Colaborativos do Festival Calango 2010 estimulam o APL cultural de Cuiabá


O Festival Calango 2010 já começa inovando seus trabalhos atraindo a sociedade cultural para participar do seu planejamento. Através de Encontros Colaborativos semanais periódicos (segundas às 19hrs), na Casa Fora do Eixo, grupos de diversas linguagens culturais se emponderam da ação e debatem os caminhos que podemos construir em conjunto.

Desde a sua terceira edição, em 2005, que o Espaço Cubo trabalha o conceito colaborativo do Calango, atraindo outros grupos para a realização do Festival. Em 2006 muitos agentes do cenário cultural participaram do processo, fomentando e ampliando as ações em todas as suas etapas. Em 2010, a participação social torna-se ferramenta central do processo criativo potencializando o arranjo produtivo cultural local. A idéia é que o Calango fomente a diversidade de grupos culturais e estimulem-nos a se empreenderem o ano todo.

Para conferir mais o que tem rolado, confira as ATAS e Participe!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

[2010] Ponto de Referência Regional Centro-Oeste relata o 1º Congresso Regional

RELATÓRIO ADMINISTRATIVO ESPAÇO CUBO

ATIVIDADE 1º Congresso Regional Centro Oeste 2010

__________________________________________________________

NOME: LENISSA LENZA CAMPOS

ENDEREÇO:

E-MAIL: cubocard@gmail.com

CPF:

RG:

TELEFONE: 65 9608-2170

SETOR DE ATUAÇÃO: Cubo Card

Obs.: Envie cópia de até dois documentos pessoais.

__________________________________________________________

1. ATIVIDADES EXECUTADAS (POR ITENS):

* Inserir o tempo de duração de cada item executado.


MÊS/ANO: 07 e 08/2010

DATA: 01 à 30/07 e 04 à 07 de agosto


3. RELATOS


O 1º Congresso Regional Fora do Eixo Centro-Oeste se desenvolveu sendo o primeiro laboratório das etapas regionais realizado na rede Fora do Eixo. Realizado em Brasília (DF), entre os dias 04 e 06 de agosto de 2010, o Congresso CO se faz na capital do Brasil, o maior encontro dos pontos fora do eixo regionais. Brasíla foi escolhida por aglutinar a maior parte dos pontos fora do eixo da regional; por sediar alguns dos projetos estratégicos locais e nacionais encampados pela rede, como o Valores FDE junto ao PNUD, o CBAC (Comissão de bandas circulantes), escritório FDE brasília; Por ser um território geograficamente de melhor acesso aos pontos e por ser o pólo político do país.


A coordenação do evento ficou a cargo dos Coletivos Esquina e Espaço Cubo junto à gestão e produção colaborativa dos coletivos Cultcha, Bloco, Escritório FDE Brasília, Bigorna, Pequi, Brejo, Goiaba e Fósforo. As reuniões de pré produção do evento aconteceram periodicamente às quartas-feiras, a partir das 20 hrs. Durante as reuniões se formaram comissões, a metodologia do projeto, a programação, as planilhas de atendimento, fichas de inscrição, hospedagens solidárias, sede, cronograma de execução e demais tec´s para a execução e sistematização do evento.


O locais que sediaram toda a programação do evento foram o PNUD (parte matutina) e a Cobertura Esquina, no prédio de um dos integrantes do coletivo. Ambos dotados de infra necessária para o bom desempenho da ação, como internet, projetor, telão, água, café, mesas e cadeiras, microfones e etc. Todos os congressistas receberam um kit atendimento contendo a programação + caneta e blocos de anotação (reciclados) dentro de uma pasta. A hospedagem solidária funcionou de maneira muito bacana. Todos os locais atendiam as necessidades do pontos fora do eixo, com internet, alimentação, quartos fornecidos pelos pontos fora do eixo locais. O translado solidário também funcionou muito bem. Os horários foram cumpridos a rigor. A alimentação solidária foi muito bacana. No primeiro dia, marmita no Parque da Cidade, já oferecendo uma atração turística do local. No segundo e terceiro dias, o almoço foi na cobertura Esquina, com aquela força maternal que é indispensável na vida dos coletivos. Muito bom! As transmissões ao VIVO deixaram a desejar em virtude da oscilação da internet.


A programação foi cumprida a rigor e a participação do Massa Coletiva com Felipe Silva, para refletir sobre a regional centro oeste a partir da experiência de outra região, foi muito interessante para complementar os desafios e os pontos fortes que temos como trabalho pela frente. A abertura do congresso se deu com essa reflexão. O GD do PNUD foi essencial para introjetar o projeto Mostre seu Valor nos pontos fora do eixo participantes e esclarecer sobre os diferentes métodos planejados para difundir a ação. Além disso, foi o principal momento onde selamos o contrato de parceria com a rede no que tange a difusão dos valores Fora do Eixo a partir de um Concurso internacional. O PNUD apontou a disposição do Faustão e da MTV em ceder espaços para a difusão do nosso Concurso. O GD do CBAC com o Fábio pedroza foi muito interessante. O CBAC é a proposta de organização de bandas na perspectiva de coletivos, a exemplo do Móveis Coloniais de Acaju. A idéia é que ela se espalhe em todos os estados dos pontos fora do eixo, atuando em parceria com os mesmos no cenário local, tornando-se uma rede de bandas organizada nacionalmente. Fundamental pro fortalecimento do cenário musical independente. O Cine+ com Rodrigo Bouillet foi uma ótima oportunidade de conhecer o movimento cineclubista atual, selar a parceria da rede com o Cine+ a partir dos Kit´s audiovisuais e trocar tecnologias. Segundo ele, a ferramenta de organização da rede é uma das maiores contribuições que podemos oferecer aos cineclubes. Fechamos com ele também, a participação no 6º Observatório FDE sobre Direitos autorais, tendo em vista que o movimento cineclubista foi um dos mais ativos nas proposições de reforma da lei.


Os Gt´s foram trabalhados com todos os pontos fora do eixo. Mudamos a metodologia ao percebermos que unindo todos os pontos, teríamos um índice de aproveitamento maior, uma vez que a quantidade de pessoas não seria o suficiente para que todos os coletivos estivessem representados em cada GT. O resultado foi bem satisfatório. Fizemos a leitura de todos os programas, incluindo proposições e apontando esclarecimentos, assim como na carta de princípios e regimento interno da rede. Trabalhamos no entendimento e construção dos organogramas dos pontos fora do eixo, explanação sobre a ativação dos empreendimentos sociais, leitura e entendimento do Regimento do Fundo, a construção da rota Centro-Oeste para a Primeira Turnê, O desenvolvimento do programa do Escritório Brasília, o PCult DF e os bate papos livres que foram muito proveitosos. Destaque para as reuniões da estadual goiás que rendeu bons frutos para o novo momento da rede e o aprofundamento do CBAC.


A plenária final encerrou seus trabalhos com a candidatura do coletivo Noma para ingresso à rede com a aprovação de todos e com a leitura de pelo menos um representante de cada ponto fora do eixo sobre o Congresso. Ficou nítido como esses encontros de fato trazem um novo estímulo a cada membro dos coletivos. As trocas de conhecimentos, o exercício de expôr as fragilidades e os pontos fortes de cada ponto para que as soluções e alternativas sejam apontadas e construídas coletivamente, gera uma aproximação ímpar que consolida a identidade horizontal da inteligência coletiva, desenvolvendo um método cada vez mais organizado para o crescimento do processo de forma saudável e orgânica. Numa avaliação final, fica a certeza de que a idealização da etapa regional foi imprescindível para ampliarmos nossa identidade territorial, estendida nacionalmente.


4. DIFICULDADES


* Internet falha

* Divergências nas estratégias do programa do escritório brasília 2010/2011

* Divergências sobre a padronização do nome Grito Rock


5. SUGESTÕES OU OBSERVAÇÕES E ANEXOS (LINK´S)

* http://foradoeixo.org.br/congresso

* Todos os Tec´s serão disponibilizados no Compacto.Tec da ação e estarão fixos na comunidade dos congressos regionais FDE, linkado acima.

Assinatura do responsável (por extenso):


Ponto de Referência Regional - Espaço Cubo



:: Relatório 1º Congresso Regional Centro-Oeste 2010

domingo, 1 de agosto de 2010

[2010] Orçamento define investimento Cubista no transporte para o 1º Congresso FDE na Regional Centro-Oeste


O III Congresso Fora do Eixo amplia suas ações em 2010 criando etapas regionais que visam mobilizar e aglutinar pontos fora do eixo em cada região, fortalecendo o planejamento estratégico da rede e potencializando as redes regionais e estaduais.

Cada ponto fora do eixo deve investir na ação de acordo com as necessidades de cada anfitrião do evento. No Congresso Regional Centro-Oeste, o ponto de referência regional, Espaço Cubo, investe até agora R$ 962,84 reais e Cc$ 300,00 cubo cards em passagens aéreas pra Brasília, cidade sede do Congresso, conforme descrito na planilha orçamentária de passagens. Outros custos serão computados durante a ação. Em breve o Compacto.tec do evento trará todos os números.

Saiba + sobre o III COFE

::Confira também o relatório sobre a participação cubista na palestra da Juíza da vara de Infância e Juventude de Cuiabá, Sani Savana: http://docs.google.com/View?id=dhptg55t_471d3szgtd7


sexta-feira, 9 de julho de 2010

[2010] Compacto.Tec do festival Calango traz plano de viabilidade!

Campanha Compacto.Tec


O Festival Calango faz 8 anos em Novembro de 2010 e nada melhor que toda aquela erupção cultural formada pelo cenário cuiabano e nacional, para comemorar! Mas pra chegar nesse ideal, é preciso um planejamento que atenda da melhor maneira, as necessidades da ação. O planejamento do Calango começa logo após o encerramento, ou seja, o ano todo é preciso alimentar, cuidar, plantar, regar, ensinar a crescer, pra colher novos frutos. O projeto já foi elaborado e a fase agora é de desenvolver o cronograma de execução e o plano de viabilidade para se enxergar cada tijolo necessário pra erguer essa construção e as formas de sustentá-los.

Pelo Compacto.TEC dá pra acompanhar toda a movimentação que o Calango 2010 já vem trazendo. Confira!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

[2010] Espaço Cubo relata a II Conferência Nacional de Economia Solidária



Nos dias 15, 16, 17 e 18 de junho foi realizada a II Conferência de Economia Solidária (CONAES) da qual o Espaço Cubo esteve presente com um membro delegado. Além do Espaço Cubo, outros pontos fora do eixo também se fizeram presentes como o Massa coletiva, Guerrilha Gig, Enxame Coletivo e Pop Fuzz, além do Coletivo Noma de Lucas do Rio Verde (MT) que vem sendo trabalhado pra o ingresso à rede durante o Congresso Fora do Eixo.

A II CONAES é mais uma iniciativa histórica promovida pelo Governo Lula que trouxe um cenário organizado na área da Economia Solidária e extremamente promissor no Brasil. A oportunidade de conhecer os empreendimentos solidários e aproximá-los da nossa movimentação foi ímpar e ainda pudemos apresentar o Circuito Fora do Eixo para o Paul Singer, que além de se entusiasmar muito, topou participar do III Congresso Fora do Eixo.

Além da participação no Encontro, os pontos fora do eixo também participaram da Comunicação Colaborativa do mesmo e fizeram a transmissão AO VIVO pela Rádio fora do eixo e TV Fora do Eixo. Confiram os detalhes no relatório abaixo:

domingo, 13 de junho de 2010

[2010] Saiba como um agente integrado deve proceder para retirada de seus cubo cards!


O Banco Cubo Card está sempre pensando na melhor maneira de organizar o sistema de crédito, facilitando o acesso do mesmo ao usuário integrado.

O Regulamento de funcionamento da moeda auxilia na formação dos agentes, orientando-os sobre o melhor procedimento para se relacionar com o cubo card.

Devido à constante demanda para a retirada dos cubo card´s, a equipe de atendimento do banco, detalhou no regulamento os 03 passos a serem seguidos, que podem ser conferidos abaixo:

01) ::Cadastrar-se no sistema de crédito::

Todo agente que recebe Cubo card deve estar devidamente cadastrado no sistema. Caso isso ainda não tenha sido feito, não será possível efetuar a retirada.

02) ::Solicitar o Extrato para a conferência do saldo::

Para efetuar a retirada é necessário que o agente integrado envie um e-mail para o atendimentocubocard@gmail.com, confirmando o seu saldo através do extrato. O prazo mínimo para a liberação dos cards após a confirmação do e-mail é de 3 dias.

03) ::Retirada de Cc$ no Banco::

Após o recebimento do extrato, confirmar o agendamento para a retirada através do e-mail atendimentocubocard@gmail.com. O agendamento deve ser confirmado através do e-mail, em pelo menos um dia (24 horas) antes da retirada.

::Confira o regulamento completo por aqui!::

quinta-feira, 3 de junho de 2010

[2010] Reunião da ECOSOL tem foco no projeto de Comercialização solidária


Nesta Terça-Feira, dia 01/06, o Espaço Cubo eteve presentes entre os 08 grupos participantes da reunião dos empreendimentos solidários da Baixada Cuiabana, para a discussão de um projeto para potencializar a distribuição dos produtos e serviços solidários. O projeto visa a construção de um Centro de Comercialização para estimular as trocas entres os empreendimentos solidários, seja como um espaço físico ou virtual.

Entre as deliberações, tirou-se a idéia de uma comissão de trabalho formada por cada empreendimento para dar sequência ao projeto. A próxima reunião está marcada para o dia 21/06 na sede do Espaço Cubo.

Confiram o Relatório na íntegra:

::Relatório Reunião Ecosol Baixada Cuiabana 01.06

quinta-feira, 27 de maio de 2010

[2010] Nova temporada de editais movimenta o trabalho de Elaboração de projetos

Imagem do arquivo Imprensa de Zine


Mais uma temporada de editais movimentam o setor de Negócios do Espaço Cubo. Cinco projetos foram inscritos só essa semana, produzidos pela equipe do coletivo. Para o Edital de desenvolvimento e Cidadania da Petrobrás, trabalhamos no projeto do Banco Fora do Eixo, no valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) e da Casa Fora do Eixo no valor de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais). Nos editais da Funarte, de reflexão crítica na internet, circuito de música popular e Festival de fotografia e artes visuais, os projetos Compacto.rec (anexo: Ficha de inscrição)no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), Macaco Bong (anexos: Ficha de inscrição + Ficha técnica) no valor de R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais) e Fora do Foco (anexo: Ficha de Inscrição)no valor de R$ 50.550,00 (cinquenta mil, quinhentos e cinquenta reais).

A média gasta para o trabalho de desenvolvimento e administração de cada um deles é de 3horas com pelo menos 2 pessoas em cada um. Portanto, cerca de 06 horas por projeto, somando 30 horas total, foram investidas pelos membros do Espaço Cubo. A publicação deste post se resumiu em 2 horas.

Acompanhe pelo Banco de Projetos do Circuito Fora do Eixo e Espaço Cubo.



terça-feira, 25 de maio de 2010

[2010] Documentação de defesa do Festival Calango 2009 para Juizado de menor é finalizado

Imagem Ilustrativa


A realização de um evento de grande porte como o Festival Calango precisa se adequar em conformidade com todos os aspectos jurídicos estaduais para que tudo ocorra da melhor maneira. Porém, mesmo seguindo todos os passos exigidos, existem situações imprevistas que fogem da alçada da organização como na situação de um menor de idade ingerindo bebida alcólica.

O Festival Calango sempre se assegura com o alvará do Juizado e de procedimentos cabíveis para evitar esse tipo de situação, incluindo pulseiras diferenciadas para menores de idade, inserindo placas de aviso a proibição de venda de bebida alcóolica pro menor, além da vigilância por parte da organização fazendo rondas na arena para evitar que algo saia fora do programado. No Entanto, em 2009 um menor foi encontrado nas dependências do evento ingerindo bebida alcoólica e um mandado de citação chegou até a sede do Espaço Cubo buscando penalizar a organização pelo ocorrido.

Sabemos que nesses casos, se a organização perde a causa, o problema é "resolvido" com uma taxa num valor significativo (pra qualquer organização independente) paga para o Estado. Como a Organização entende que seguiu todos os procedimentos cabíveis e orientados pelo Juizado e portanto não considera justo a penalidade pelo ocorrido, o Administrativo do Espaço Cubo a partir de uma consultoria jurídica com a advogada Elimara Brunetto integrada ao Cubo Card, preparou uma documentação de defesa a ser protocolado amanhã no Juizado de Menor da capital. Esperamos que a juíza tenha a melhor compreensão do mesmo! Desejem-nos sorte!


E como sempre buscamos a lisura e a transparência de nossas ações, segue a documentação:

:: Documentação de defesa para Juizado de Menor - Festival Calango 2009

quarta-feira, 19 de maio de 2010

[2010] Cubo é convidado para Seminário de ECOSOL em Mato Grosso

Feira de Economia Solidária - Imagem Ilustrativa


O Espaço Cubo foi convidado para participar nos dias 25 e 26 de maio, do Seminário Regional da Rede da Baixada Cuiabana no Sindicato dos Trabalhadores (SINTEP).

A ação tem como foco principal, desenvolver, qualificar e ampliar a comercialização de produtos solidários, em especial os produzidos pela Agricultura familiar.

Os empreendimentos solidários da Baixada Cuiabana vem se organizando e se fortalecendo aos poucos em torno do Movimento de Economia Solidária que vem ganhando notória visibilidade pelo país. O Espaço Cubo representa o segmento cultural e recentemente emplacou um delegado pra participar da II Conferência Nacional de ECOSOL em Brasília.


Saibam mais pelo Convite!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

[2010] Remessa de projetos com o prazo final pra hoje foram inscritos!

Imagem Ilustrativa


A equipe do Espaço Cubo se empenhou mais uma vez para o trabalho de elaboração e administração dos projetos Culturais dirigidos para editais com encerramento hoje. Projetos como a Rádio Fora do Eixo, Banco Solidário Fora do Eixo e Casa Fora do Eixo foram concluídos e inscritos nos editais Roquete Pinto (MINC) e HSBC.

O Espaço Cubo destinou cerca de 40 horas de trabalho (10 horas Lenissa - Projetos Banco FDE e CAFE; 20 horas Thiago - Projetos CAFE e Rádio FDE; 10 horas Ney - Projeto Rádio FDE). O trabalho já garante a ampliação no nosso Banco de projetos e a qualificação da estratégia fora do eixo para captação de recursos. Tomara que sejamos contemplados!

Confiram:

::Projeto CAFE Cuiabá - HSBC
::Projeto Banco Fora do Eixo - HSBC
::Projeto Técnico Rádio Fora do Eixo - Roquete Pinto (MINC)
::Ficha de Inscrição Rádio Fora do Eixo - Roquete Pinto (MINC) (1)
::Ficha de Inscrição Rádio Fora do Eixo - Roquete Pinto (MINC) (2)
::Resumo do Conteúdo Rádio Fora do Eixo - Roquete Pinto (MINC) (3)

quarta-feira, 5 de maio de 2010

[2010] Banco computa Cc$ 3.528,00 cubo cards de saídas durante o mês de Abril


Os check-lists de saídas Cubo Card são sistematizados por clientes, seja entidade, empresa ou pessoa física e servem para registro do Banco de saídas efetuadas durante o mês e o ano. Em Abril de 2010, Cc$ 3528,00 cubo cards foram retirados para o pagamento de serviços e dívidas contraídas pelo Espaço Cubo em projetos de sua autoria. Diversos agentes integrados foram contemplados com Cubo Card e estão utilizando no mercado alternativo da cultura!

Da relação de check-list de saídas constam Cc$ 398,00 cubo cards pra equipe do Espaço Cubo para alimentação, material de papelaria e acessórios; Cc$ 300,00 cubo cards pro agente Davis do N3CR pelos serviços de direção de palco do GR e eventos na CAFE; Cc$ 150,00 cubo cards pra agente Emmanuelle Ribas pelos serviços de fotógrafa nos eventos da CAFE; Cc$ 150,00 cubo cards pra banda Inimitáveis por direito de Imagem e Shows; Cc$ 2.500,00 cubo cards pro agente Paulo Traven referente à dívida do Calango 2007 e Cc$ 30,00 cubo cards pro agente Éder Botelho referente a serviços de portaria na Noite Fora do Eixo BDC - CAFE.

Do montante total, o percentual maior foi do agente Paulo Traven que girou 70,86%. Em seguida a equipe do Espaço Cubo com 11,28%; N3CR com 8,5%; Emmanuelle e Inimitáveis com 4,25% e Éder Botelho com 0,85%.

Confiram!

:: Check list saídas Cc$ - Equipe EC
::Check-list saídas Cc$ - Davis N3CR
:: Check-list saídas Cc$ - Emanuelle Ribas
:: Check-list saídas Cc$ - Inimitáveis
:: Check-list saídas Cc$ - Paulo Traven
:: Check-list saídas Cc$ - Éder Botelho

quarta-feira, 14 de abril de 2010

[2009] Compacto.tec do Congresso Fora do Eixo 2009



Uma das tecnologias de mapeamento do Circuito Fora do Eixo é o Compacto.tec. Ele traz indicadores de toda a movimentação gerida por uma atividade. O Congresso Fora do Eixo é uma das principais ações da rede e movimenta 100% dos pontos fora do eixo, além de parceiros.

Em 2009, o anfitrião da ação foi o Coletivo Catraia, Ponto fora do Eixo do Acre (RB), coordenando a ação junto à uma comissão Fora do Eixo. O Congresso custou R$ 114.705,84 sendo FC$ 15490,00 viabilizados em fora do eixo card e R$ 99215,84 em reais. 40 pontos fora do eixo participaram ativamente da ação e cerca de 10 coletivos parceiros, também se fizeram presentes.

Confiram mais pelo Tec do Compacto Congresso Fora do Eixo 2009

quarta-feira, 7 de abril de 2010

[2010] Temporada de Editais movimenta setor de Negócios do Cubo

Site do MINC


Logo no início de 2010 surge um leque de editais para a cultura que despertaram a atenção do setor de Negócios do Espaço Cubo. Além dos editais abertos pelo MINC e que ainda estão em tempo de execução, os de empresas estatais como Eletrobrás, Fundação Banco do Brasil e Petrobrás, rechearam a elaboração de projetos do setor no mês de março. Sem contar os editais da Lei ruanet, Teia Cultural e o estadual de cultura de Mato-Grosso que tradicionalmente apoia uma de nossas maiores ações, o Festival Calango. Esse ano ainda um edital partindo de uma ONG civil, a Descentros para fomento de rádios culturais pelo Brasil. Muito interessante!

A elaboração de projetos para Editais culturais é a maneira mais acessível de se buscar recursos para o financiamento das atividades culturais no Brasil, portanto, é ferramenta imprescindível para um bom plano de negócios dos coletivos culturais. O Circuito Fora do Eixo, através do eixo de sustentabilidade, promove esse exercício entre os pontos fora do eixo, ampliando a sustentabilidade cultural de cada organização integrada à rede. Como diretriz principal do eixo, a equipe nacional está em plena temporada de inscrição de projetos em diversos editais e marcando presença na política pública brasileira! Os resultados só podem ser positivos.

Pesquise os projetos do circuito Fora do Eixo na biblioteca digital de tecnologias da rede - Fora do Eixo Tec.

Acesse os projetos trabalhados pelo Espaço Cubo:

* Projeto SEDA 2010 - Edital Eletrobrás
* Projeto SEDA 2010 - Lei Ruanet
* Roteiro Projeto DOC Hell City - uma cena solidária
* Inscrição Projeto DOC Hell City - uma cena solidária
* Termo de Compromisso Projeto DOC Hell City - uma cena solidária
* Autorização para gestão de conta Projeto DOC Hell City
* Orçamento Projeto DOC Hell City
* Projeto Rádio Cubo 2010 - Ong Descentros
* Projeto Inscrição Macaco Bong - Teia 2010
* Projeto Festival Calango 2010 - Petrobrás
* Orçamento Calango 2010 - Petrobrás
* Projeto Calango 2010 - Lei estadual MT


Conheça o setor Negócios ao Cubo.

segunda-feira, 29 de março de 2010

[2010] Compacto.tec do Grito Rock aponta indicadores da produção em Hell City

O Compacto.tec (como o próprio nome diz) é um sistema compacto de informações acerca da concepção, desenvolvimento e fechamento de uma produção cultural, no caso, o Grito Rock Cuiabá.

O Espaço Cubo trabalhou não só na elaboração, pesquisa de conteúdo, finalização e disponibilização do Compacto.tec de Cuiabá, como é responsável pela coleta e organização dos Compacto.tec´s dos GR´s de cada território e da compilação nacional.

Os indicadores nos revelam números significativos da maior produção integrada em rede do país, não só sob a perspectiva nacional, como pela perspectiva local do cenário independente. O GR Cuiabá custou R$ 36.600 reais, custeados com R$ 8600,00 por recursos próprios (Bar, Bilheteria, venda de produtos) e Cc$ 14.000 em Cubo Card, gerando o total de R$ 22.600,00 em receitas. A significância da moeda solidária é de 61,94% contra 38,05% do real.

Foram 06 dias de evento, cerca de 3.000 de público total na CASA FORA DO EIXO de Hell City, com espaço para 400 pessoas. Ingressos super acessíveis (à R$ 8,00), Mostra de vídeos, 02 mesas redondas e reuniões do Fora do Eixo Centro-Oeste, com mais de 10 coletivos locais e nacionais, 02 Prévias Seletivas ocupando outra Casa de shows do cenário independente local (tradicional Bar do Cachorrão), 66 tec´s distintos produzidos para a realização do evento e 48 bandas.

Não deixem de conferir:

- Compacto.tec GR Cuiabá 2010

sábado, 27 de março de 2010

[2010] Cubo Card é citado como destaque do Movimento cultural Fora do Eixo



O sistema de trocas Cubo Card é citado como "grande destaque" do Movimento Independente Cultural Circuito Fora do Eixo por Claiton Mello, gerente de Comunicação e Mobilização Social na Fundação Banco do Brasil.

Em seu texto intitulado "Tecnologia e Comunicação: O Contraponto da biopolítica solidária", o Circuito Fora do Eixo destaca-se entre os Movimentos solidários de peso, da atualidade.

Para entender mais dessa história, vale muito a pena ler o artigo de Claiton Mello na íntegra.

quarta-feira, 24 de março de 2010

[2010] 1º Relatório 4º Observatório Fora do Eixo Musical + Plano de Troca Cubo Comunicação

4º OBSERVATÓRIO FORA DO EIXO MUSICAL: Relatório para identificação do andamento da pesquisa

A pesquisa referente ao paralelo entre o Movimento Tropicalista e o atual Movimento musical independente (Fora do Eixo) é o principal objeto do projeto Observatório Fora do Eixo Musical inscrito e vencedor do prêmio Funarte. Portanto, a coleta de teses, artigos e textos relacionados ao assunto (em especial o Tropicalismo) e as reuniões para definição de campanha pró pesquisadores, faz parte do primeiro trabalho do eixo de sustentabilidade do Circuito Fora do Eixo para o andamento da Pesquisa. Além dessas definições, o projeto do 4º Observatório Fora do Eixo Musical já está sendo encorpado com as atividades do Evento presencial (transmitido ao vivo) que acontecerá em São Paulo, que também reunirá material para a pesquisa abordada.

O Primeiro Relatório sobre o desenvolvimento do projeto foi encaminhado ontem para a Funarte e para acessá-lo + os anexos, cliquem logo abaixo:

* 1º Relatório 4º Observatório fora do eixo musical - Funarte
* Projeto 4º Observatório Fora do Eixo
* Artigos, teses e textos para pesquisa 4º Observatório

###

PLANO DE TROCA: Parceria entre Cubo e Site Esporte e Cultura prevê serviços da Cubo Comunicação

A partir de hoje o Espaço Cubo firma uma parceria com o site Esporte e Cultura, administrado por Betell Fontes. O editor procurou o Instituto propondo uma troca simples: espaço de mídia por atualização de seu veículos. E de acordo com o plano acordado entre as partes, a partir desta segunda (com prazo de um ano) o Espaço Cubo passa a enviar pelo menos 1 notícia semanal para o site em primeira mão. Os banners que ocuparão os três espaços acordados no site estão em desenvolvimento. Em breve o núcleo de Comunicação deve publicar o Plano de Troca. Acesse:

* Plano de troca Cubo Comunicação e Site Esporte e Cultura 2010

quarta-feira, 17 de março de 2010

[2010] Cubo Card no Music Dish

Como não poderia deixar de ser, o sistema de trocas Cubo Card começa a ter alcance internacional, assim como outras iniciativas do cenário musical independente, como a ABRAFIN.

Hoje mesmo foi postado no site MUSIC DISH uma matéria sobre o cenário independente trazendo referências do Brasil, como as iniciativas do Cubo Card potencializando o mercado independente e bandas como Macaco Bong e Vanguart, além da ABRAFIN.

Confiram a matéria na íntegra pelo próprio site ou traduzida por aqui:

Artistas independentes no Brasil: música alem das majors funciona

Durante a Conferencia MIDEM, tive a oportunidade de falar com o com David Mcloughlin da BM&A (Brasil Música E Artes). David tem muita informação interessante pra compartilhar sobre o mercado musical brasileiro, principalmente sobre como a música independente encontrou um jeito muito inovador de fazer sua voz (e música) ser ouvida - sem a ajuda das majors.

A BM&A é patrocinada pela Apex-Brasil, cujo objetivo é aumentar o número de empresas exportadoras brasileiras e consolidar a presenca do país nos mercados tradicionais, abrindo portas para produtos brasileiros. A Apex surge em novembro de 1997, via decreto presidencial e funcionou como departamento especial do SEBRAE até fevereiro de 2003, quando foi renomeada Apex-Brasil e comecou a atuar como agencia autonoma associada ao ministerio do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior.

O mercado da majors tem tradicionalmente controlado a indústria musical brasileira, com repertório local que soma 70% do mercado. Nos últimos 15 anos, entretanto, observou-se um aumento significante no mercado de produção independente, que lança até 4 ou 5 novos álbuns por ano. Recentemente, por necessidade, a maior parte dos artistas independentes lançam seus próprios álbuns, mesmo as vendas tradicionais sejam uma raridade; uma vez que a maior parte dos selos de gravação comecaram vendendo seus produtos a preços baixíssimos para cadeias de supermercados, assim como aconteceu no Wal Mart no Estados Unidos, e assim se acabavam as pequenas lojas de discos. E com o fim delas, os artistas independentes nao tem por onde vender seus produtos. Grande parte dos selos independentes bem estabelecidos (estimados por volta de 150) estao diversificando em outras areas, seja vendendo livros de criancas, shows ou assumindo projetos culturais.

Nos anos mais recentes, a partir da nova tecnologia somada ao uso da internet (tanto como ferramenta de negócios como de promoção) observamos um aumento massivo do número de artistas independentes focados tanto no aspecto artístico quanto no aspecto de gestão de suas carreiras. Entrar numa indústria que , ou está morrendo, ou está no sofrimento do parto, dependendo do seu ponto de vista, eles se veem obirgados a buscar e desenvolver novos modelos.

Em cuiaba, Mato Grosso, produtores culturais criaram o Cubo Card, um sistema de troca onde artistas e produtores trocam servicos. Isso permitiu com que artistas ganhassem acesso a estudios, musicos de boa qualidade y boas gravações, a assim comecaram a gravar demos, albuns, organizar shows - um mundo que anteriormente estava fora do alcance economico dos artistas independentes. A iniciativa nao apenas coloca musicos juntos num estudio - da a eles acesso a jornalistas, designers, fotografos, produtores de video e ate hoteis e restaurante, entre outros. O projeto está, atualmente, sendo abracado pelo setor independente por todo o país.

O mais impressionante que isso vem sendo feito nos últimos 2 a 3 anos. Quando a Revista Rolling Stone Brasil anunciou os top 50 albuns de 2008, o primeiro foi o do Macaco Bong, trio instrumental de rock. Vanguart, outra banda independente, tambem estava entre o top 20. Ambas surgiram a partir do esquema do Cubo Card.

Atualmente, várias cidades tem festivais locais, e musicos de uma regiao viajam a outra pra tocar. Para atingir a demanda dos artistas que queriam tocar nos festivais, organizadores de diversos festivais criaram a ABRAFIN. A ABRAFIN coordena as datas dos festivais para permitir que as bandas entrem em turnes. Para facilitar o traslado das badnas entre festivais, cada festival mostrou ao seu governo local quanto estava sendo gerado - empregos, receita - a partir destes. Com o crescimento desse setor crescendo, aumentaram tambem as associacoes e cooperativas de produção cultural. Esses grupos organizam os artistas tanto politica quanto profissionalmente.

A nivel profissional, muitas das organizacoes comecaram a trabalhar com os SEBRAEs, que em conjunto com a BM&A organizam cursos de capacitacao e conferencias sobre temas relacionados a producao cultural, como distribuicao, direito autoral e incentivos fiscais para projetos culturais. Muitos estado brasileiros desenvolvem programas de exportacao junto a BM&A para dar vazão ao seu trabalho. A frase que mais corre nesse meio atualmente é a economia da cultura. Os SEBRAEs, os coletivos e cooperativas mapeam a producao cultural local, areas que requerem investimento público e parceiros para auxiliar no processo.

A BM&A, junto com parceiros regionais, promove a cada seis meses o "Comprador & Imagem", projeto no qual convidados internacionais de diferentes areas dentro da industria musical sao convidados ao Brasil para conhecer produtores locais e trocar metodologias, informacoes e gerar oportunidades de negocio.

Mesmo que muitos artistas ainda adorariam ter contrato com uma major, isso já nao se prova relevante. Mesmo com repertorio na radio e distribuicao de cds limitada, eles consegue alcancar sucesso. A cena independente brasileira esta se fortalecendo. Quase 50 bandas independentes brasileiras tocaram em festivais como SXSW, Womex e CMJ entre 2009 e 2010, e estes números estão aumentando.

Entao qual é a lição a ser aprendida? Bom, que a internet é uma ferramenta poderosa que da acesso a informacao que as pessoas antes nao possuiam antes. E que a aprtir dela, as pessoas que adquirem conhecimento, se articulam e sao determinadas encontram nela o caminho pra fazer as coisas acontecerem.