quarta-feira, 8 de abril de 2009

[2009] Profissional de web designer mostra porquê é um agente integrado ao Cubo Card


Jivago Medeiros Ribeiro é programador, design e desenvolve ferramentas em geral da web. Em 2006, conheceu o sistema de crédito cubo card e a partir de então, ficou curioso pelo sistema e se abriu para fazer parte dele.

Em entrevista rápida pelo msn, Jivago conta um pouco de como se tornou um agente integrado e as vantagens do mesmo. Confiram logo abaixo:

Cubo Card: Como é que tu resolveu entrar nessa de ser um agente integrado ao sistema?
Jivago: Conheci o Dewis Caldas em 2006, quando descemos do onibus em goiânia, pro Goiânia Noise. Ele perguntou se eu ia pro festival, eu disse que sim, ele me perguntou onde tinha um hotel, e eu chamei ele pra ficar na casa da minha mãe. Eu tinha um freelance pra entregar, e aproveitava o tempo vago do festival para trabalhar, ai o Dewis viu que essa era minha área e pediu pra eu ajudar ele no blog hellcity. Tempos depois ele falou com o pablo e me avisou que tudo que eu fizesse eu receberia em Cc$. Pouco depois eu estava fazendo o sistema de votação da primeira versão do prêmio hellcity recebendo em cub card.

Cubo Card: Qual a vantagem de receber em Cc$?

Jivago: No começo eu não via nenhuma. Sabia de pouca coisa que poderia ser usado pelo cubo card. Porém, o fato de ajudar a botar as coisas pra rodar, 'fazer parte do movimento', já era gratificante. Então eu fui acumulando meus cubo cards, desde 2007 e retirei agora no grito rock
e fui muito bom saber que dava pra comprar qualquer coisa dentro do evento, além das entradas. Lá dentro é como se fosse dinheiro: comi, bebi, comprei cds, camisetas... Então, não há nenhum prejuízo (risos).

Cubo Card: Além disso, com o cubo card você tem a opção de trabalhar com a sua liberdade, sem necessariamente estar em um empresa com um patrão, certo?
Jivago: Sim, com certeza. No meu caso, como já trabalho como freelancer, não é o maior diferencial. Trabalho com o desenvolvimento de web desde 2004, nesse tempo eu trabalhei em uma empresa por 8 meses, mas precisei sair por causa da faculade. Então, quando o pessoal do CUBO solicita que eu faça um serviço, é como se fosse mais um freelance em minha vida... Já estou acostumado a trabalhar sem patrão, mas certamente o cubo card traz mais essa facilidade.
Cubo Card: O que vc gostaria que tivesse no sistema para ser usufruido?

Jivago: Olha, atualmente não sei dizer, poder ir aos eventos do CUBO e consumir dentro do evento para mim já é baste atrativo. Talvez um catálogo público, onde os diversos agentes integradores pudessem trocar serviços, seria interessante. Por exemplo, eu chamar o Macaco Bong pra tocar na minha festa de aniversário e pagá-los com os cubo cards que tenho acumulados ou fazer serviços de desenvolvimento web para bandas e receber em cubo cards... coisas do tipo.

Cubo Card: Sim! O Negócios ao Cubo está trabalhando justamente nisso. Em breve se tornará público. Agora pra finaliar: Cubo card, tu recomenda?

Jivago: Sim, eu recomendo e trabalho recebendo cubo card. Eu por exemplo, sempre frequentei bastante "a cena rock" das cidades em que morei. E mesmo que não tão diretamente, fazer parte, ajudar a botar as "coisas pra rodar" é baste gratificante e é melhor ainda quando você tem um retorno, e cada vez mais os benefícios do Cc$ são ampliados, então para mim e
para quem tiver um perfil semelhante, é só vatagens...

Um comentário:

Medeiros disse...

O Ji é um cara Legal